MCDA: diferentes modelos e aplicabilidade

Escrito por: MDHealth em 23 de novembro de 2021

2 min de leitura

Neste vídeo, Laura Murta, Head de Economia da Saúde na Origin Health Co., fala sobre o que é e quais as diferentes aplicabilidades da análise de multicritérios – MCDA

O MCDA (multi-criteria decision analysis – análise de decisão multicritérios) é um termo guarda-chuva utilizado para descrever um processo decisório, que auxilia uma tomada de decisão. O MCDA é um conjunto de métodos e abordagens, quantitativas e qualitativas, que permite abordar múltiplos fatores, de forma sistemática e explícita, que podem impactar na tomada de decisão. O MCDA permite abordar problemas complexos e gerenciá-los, facilitando a avaliação e o debate. 

O MCDA é utilizado em diversas áreas do conhecimento, e no contexto de decisões em saúde, a ISPOR estabeleceu em 2014 uma força-tarefa de boas práticas emergentes de MCDA. O primeiro relatório da força-tarefa definiu e forneceu exemplos do uso de MCDA na área de saúde, descrevendo as principais etapas e fornecendo uma visão geral dos principais métodos. Em um segundo relatório, foram fornecidas orientações boas práticas sobre a implementação do MCDA para apoiar as decisões de cuidados de saúde. 

Dentro do contexto de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS), surgiu se a necessidade de novas metodologias frente a limitações do processo. Neste sentido, o MCDA é uma nova ferramenta que pode dar suporte aos processos de tomada de decisão, principalmente se referindo a escolhas, entre tecnologias por exemplo, e quanto à priorização de demandas.   

Apesar do MCDA apresentar muitos processos de implementação diferentes, algumas etapas são comuns a todos os métodos, como por exemplo as etapas que compõem o MCDA completo, como o estabelecimento de um contexto de decisão, identificação dos critérios de avaliação, avaliação das alternativas em relação aos critérios, atribuir pesos aos critérios e combinar pesos e scores para identificar o valor global de uma tecnologia ou doença. Entretanto, muitas veze é utilizado um MCDA parcial, no qual é utilizada essa estrutura clara para auxiliar o processo deliberativo, sem o uso de um modelo quantitativo. Em suma, o objetivo é sempre facilitar a transparência e replicabilidade do processo de decisão.  

O MCDA facilita um importante diálogo, levando aos tomadores de decisão a pensaram e se expressarem de forma clara, ressaltando o que é valorizado, porque e em qual contexto, sendo esta, então, uma ferramenta de apoio e legitimidade à tomada de decisão. 

Referências

  1. Thokala P, et al., Multiple Criteria Decision Analysis for Health Care Decision Making–An Introduction: Report 1 of the ISPOR MCDA Emerging Good Practices Task Force. Value Health. 2016 Jan;19(1):1-13. doi: 10.1016/j.jval.2015.12.003. Epub 2016 Jan 8. PMID: 26797229.

  2. Marsh K, et al., ISPOR Task Force. Multiple Criteria Decision Analysis for Health Care Decision Making–Emerging Good Practices: Report 2 of the ISPOR MCDA Emerging Good Practices Task Force. Value Health. 2016 Mar-Apr;19(2):125-37. doi: 10.1016/j.jval.2015.12.016. Epub 2016 Mar 7. PMID: 27021745.