Burnout: o que não fazer quando estiver se sentindo sobrecarregado

Escrito por: Isadora Wasserstein Anghinah em 15 de março de 2022

2 min de leitura

Revisão publicada na “Harvard Business Review”, por Alice Boyes, indica os 5 erros mais comuns quando as pessoas estão sobrecarregadas

A sobrecarga de trabalho é cada vez mais comum em nossa sociedade, podendo até chegar em níveis extremos como o burnout. No entanto, a maioria das pessoas cometem vários erros na hora de aliviar essa tensão e estresse, eventualmente piorando a situação. Este trabalho cita os 5 erros mais comuns e suas correções. 

O primeiro erro é o pensamento de que não há tempo para fazer ações que ajudariam. As pessoas pensam em inúmeras atividades que iriam aliviar seu estresse, porém se recusam a fazer por estarem muito ocupadas. Sendo assim, o ideal seria fazer a ação mais viável no momento, mesmo que não seja a ação perfeita. Por exemplo, ao invés de gastar muito tempo procurando o psicólogo ideal, é mais conveniente testar aquelas duas indicações recebidas de conhecidos. Realizar alguma ideia própria auxilia o corpo a relaxar, além de fazer a pessoa se sentir eficiente. 

O segundo erro é evitar a utilização do seu inconsciente. Permitir que sua mente navegue livremente é uma ferramenta para muitas soluções que muitas vezes não são levadas em conta. Ao realizar uma caminhada matinal, por exemplo, muitas ideias facilitadoras podem surgir, o que poupa o tempo futuro.  

O terceiro erro é interpretar a sobrecarga como uma fraqueza. Às vezes as pessoas se sentem sobrecarregadas apenas por  estarem realizando uma tarefa difícil, ou que não estão muito familiarizadas. Porém, logo em seguida se julgam pensando: “Eu não devia estar me sentindo sobrecarregada por isso, não é tão difícil, eu deveria conseguir lidar”. Dessa forma, a tarefa além de gerar sobrecarga, invoca sentimentos de fraqueza e vergonha. Portanto, é fundamental que as pessoas substituam sua autocrítica por pensamentos compreensivos para pensar em estratégias produtivas.  

O quarto apontamento é sempre optar pela abordagem padrão, em momentos de sobrecarga. Em momentos de estresse tendemos em não pensar em novas alternativas repetindo nosso comportamento dominante. Como exemplo, ter um alto padrão pode virar perfeccionismo, autoconfiança pode levar a você fazer tudo sozinho, entre outros. Assim, em situações de estresse pergunte-se a si mesmo: “Essa situação em particular precisa de ___?”, reflita sobre seu comportamento padrão, e reavalie sua conduta.  

O quinto e último erro fala a respeito de se esquivar da sua rede de apoio. Quando estamos dominados pelo estresse tendemos a ser mais antissociais e passar menos tempo com as pessoas que nos fazem bem. Isso, entretanto, é um grande erro, pois passar um tempo com pessoas queridas pode justamente aliviar nosso estresse e recarregar nossas energias.  

Referência

  1. 5 Mistakes We Make When We’re Overwhelmed, Alice Boyes, Harvard Business Review 2021.

Sobre o autor

Isadora Wasserstein Anghinah

Acadêmico de Medicina da UniNove. Iniciação científica – com supervisão de Dr. Renato Anghinah (CRM 67144)

Notícias Relacionadas