Home Notícias e Tendências Neurologia Caracterização neuropsicológica após a infecção por COVID-19

Caracterização neuropsicológica após a infecção por COVID-19

- Publicidade -

Estudo apresentado durante o WCN 2021 caracteriza os achados neuropsicológicos pós-COVID-19, segundo o olhar da pandemia na Itália

A apresentação do trabalho “Neuropsychological characterization POST-COVID-19 infection” apresentado por Pérey-martin MY, trouxe um importante olhar sobre as alterações e queixas cognitivas persistentes desenvolvidas após a infecção por COVID-19. Ao analisar diferentes estudos sobre o tema, o autor percebe que a disfunção cognitiva no pós-COVID-19 pode ser explicada por diversos mecanismos. Sendo esses: infecção do coronavírus no fluido cérebro espinhal, que leva ao aumento da permeabilidade da barreira hematoencefálica, porém sem evidências de contaminação direta do tecido cerebral; ou infecção de neurônios periféricos olfatórios; atrofia cerebral e alargamento ventricular causado por hipóxia; rápida deterioração cognitiva causada pela tempestade inflamatória ocasionada pelo vírus COV2; e sintomas psicológicos como depressão e ansiedade. 

Com isso, o autor acompanhou pacientes infectados com COVID-19 durante 6 meses após a infecção, com o objetivo de fazer uma análise neuropsicológica, e analisar a função verbal, memória visuosespacial, atenção, velocidade de processamento, execução de funções e função visuosespacial. Os achados mostram uma  deficiência cognitiva moderada na velocidade de processamento, prejuízos na execução de funções, ou dificuldades nos processos de recuperação de informações. Sendo assim, o autor conclui que os sintomas cognitivos podem ser uma parte persistente do panorama do COVID-19, e que a identificação desses sintomas pode ajudar a definir um trajeto terapêutico para uma rápida reabilitação, seja medicamentosa ou reabilitacional.  

Referências: 

Pérey-martin MY. Neuropsychological characterization POST-COVID-19 infection. Poster Session, #1753, WCN 2021 

- Publicidade -
Isabela Padula
Acadêmico de Medicina da UniNove. Iniciação científica – com supervisão de Dr. Renato Anghinah (CRM 67144)
- Publicidade -

Mais Lidas

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.