Home Notícias e Tendências Neurologia Rara associação entre complicações neurológicas e a doença de Crohn

Rara associação entre complicações neurológicas e a doença de Crohn

- Publicidade -

Apresentado na seção de pôsteres do XXV World Congress of Neurology (WCN 2021), o trabalho “Neurologic complications of Crohn’s disease” associa as complicações neurológicas de três pacientes à Doença de Crohn

A doença de Crohn (DC) é comumente associada a complicações sistêmicas, entretanto, raramente neurológicas. O poster em questão apresentou 3 casos raros em que complicações neurológicas foram relacionadas a manifestações exacerbadas da DC. 

O estudo retrospectivo de 3 pacientes com doença de Crohn ativa, sendo o primeiro, já diagnosticado com doença de Crohn, e apresentou um quadro de epilepsia secundaria de   trombose no sino sagital superior e infarto hemorrágico do lobo frontal direito. Já o segundo paciente, e apresentou convulsões tônico-clônicas generalizadas, com pequenos secundários a múltiplos infartos subcorticais, sendo posteriormente diagnosticado com DC. O terceiro paciente, já diagnosticado com DC previa, queixava-se de dor abdominal, diarreia inicialmente, evoluindo para uma fraqueza progressiva nas quatro extremidades, com início há um mês. Seu estudo neurofisiológico mostrou a presença de polirradiculoneurite aguda com comprometimento sensorial e motor, predominantemente axonal. 

O paciente 3, mesmo apresentando uma pequena melhora no início do tratamento, e o paciente 1, evoluíram para óbito. Já o paciente 2, com o uso de antiepilépticos, evoluiu com melhora do quadro neurológico progressivamente.  

A frequência de sintomas neurológicos em doenças intestinais inflamatórias (DII) não é muito bem relatada pela literatura, variando de 0,2 até 35,7%. A ocorrência de neuropatia periférica já foi relatada em 0,9 – 3,6% de pacientes com DII. A polineuropatia mais comum é a polineuropatia desmielinizante inflamatória aguda, entretanto as neuropatias axonais são mais frequentes que as desmielinizantes. Além das neuropatias, a doença cardiovascular está presente em 0,12 – 4% dos pacientes com DC, aumentado o risco de morbidades e mortalidade 

A partir dos estudos, os autores concluíram que a Doença de Crohn está frequentemente acompanhada de doenças cerebrovasculares, como consequência de uma provável hipercoagulabilidade e de neuropatias, como a sensorial motora mista. A fisiopatologia dessas complicações periféricas é multifatorial, podendo envolver fenômenos autoimunes, e até deficiência de folato. Assim, é muito importante estar alerta para prevenir complicações neurológicas em pacientes com DC e implementar sempre que possível o uso de medicamentos imunomoduladores desde o início do diagnóstico, para mitigar complicações como estas. 

 

Referências: 

Charfi R, et al. Tunisia. “Neurologic complications of Crohn’s disease”. Poster WCN 2021. 

 

 

- Publicidade -
Isadora Wasserstein Anghinah
Acadêmico de Medicina da UniNove. Iniciação científica – com supervisão de Dr. Renato Anghinah (CRM 67144)
- Publicidade -

Mais Lidas

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.