A razão de fluxo quantitativo se mostra mais eficaz do que a angiografia padrão para guiar intervenção na doença arterial coronariana

Escrito por: Sara Maria Simões da Silva em 7 de dezembro de 2021

3 min de leitura

O estudo FAVOR III China teve o objetivo de identificar se haveria melhora clínica dos resultados através da seleção de lesão para ICP usando a razão de fluxo quantitativo (QFR), uma nova abordagem baseada em angiografia para estimar a reserva de fluxo fracionada.

Quer continuar lendo?

Login Cadastre-se

Notícias Relacionadas